19 de setembro de 2014

GP de Cingapura - Pitacos livres


- Dessa vez a liderança nos treinos livres não ficou restrita a equipe Mercedes...

- Fernando Alonso surpreendeu seus pares, alçando sua Ferrari ao topo da tabela de tempos, na primeira sessão. Lewis Hamilton veio a seguir, com o segundo melhor tempo.

- No segundo treino livre, a situação inverteu. Hamilton terminou na ponta, seguido de Alonso. Ricciardo, Raikkonen e Vettel completaram os cinco melhores.

- Já Nico Rosberg oscilou. Foi terceiro na primeiro ensaio livre e, décimo terceiro no segundo treino. Mas nada que assuste. Amanhã certamente estará na luta pela pole.

- Apesar do excelente começo da equipe italiana, é cedo demais para colocar a Ferrari como candidata ao pódio. No entanto, é um bom começo. Deve amenizar um pouco o clima pesado que paira sobre a casa de Maranello.

- Falando em pódio, quem aparece como séria candidata é a Red Bull. Os carros rubro-taurinos andam muito bem em circuitos com alta pressão aerodinâmica, e hoje não foi diferente. Ah sim, só pra variar, Vettel enfrentou problemas mais uma vez. O alemão perdeu boa parte da segunda sessão.

- Como esperado, a Williams não começou muito bem o final de semana. Felipe Massa fechou o dia em 17º e Bottas logo atrás, em 18º. Amanhã os carros deverão melhorar, mas não se pode esperar muito. Em pistas com essas características, a Williams não vai bem, é fato.




18 de setembro de 2014

GP de Cingapura - Programação

O circo da F-1 chega a Cingapura para a realização da 14ª etapa da temporada, neste final de semana.

O palco é bonito. Iluminação artificial, cenário belíssimo, asfalto de excelente qualidade, construções monumentais, e por ai vai...

No entanto, o traçado é travado demais.

A título de informação, o circuito é composto por 23 curvas, e destas, quase a metade (10) são curvas em angulo de 90º. Ou seja, verdadeiras esquinas. Logo a média de velocidade é baixa. Se não me engano, é a menor do calendário.

Em condições normais, a imensa maioria das pistas com estas características, produzem corridas monótonas. Daquelas que são definidas na classificação de sábado.

Apesar disso tudo, não custa torcer para que tenhamos uma prova interessante em Cingapura. Vai que dá certo...

Sabe como é, a esperança é a última que morre. Mas morre.

Horario gp de cingapura

17 de setembro de 2014

Nas Ondas do Rádio

Pra não deixar o dia passar em branco por aqui, lembrei dessa música...


"Entre um rosto e um retrato, o real e o abstrato
Entre a loucura e a lucidez
Entre o uniforme e a nudez
Entre o fim do mundo e o fim do mês
Entre a verdade e o rock inglês
Entre os outros e vocês"



16 de setembro de 2014

Boato ou verdade?

Após a corrida em Monza, com o fiasco da equipe da casa, a crise explodiu na Ferrari, culminando com a saída do presidente, Luca di Montezemolo.

Se antes a situação apontava para a permanência da atual dupla de pilotos, agora tudo pode mudar. Ao menos é o que parece...

Circula na mídia italiana, um suposto acordo entre Red Bull e Ferrari. Nessa acordo aconteceria uma troca de pilotos entre as escuderias - Alonso seguiria para  equipe rubro-taurina e Vettel para a equipe italiana. Uma troca que faz sentido...

Afinal de contas, Fernando Alonso está sedento por vitórias e campeonatos. O espanhol sabe que a reformulação em curso na equipe de Maranello, demandará tempo e paciência para colher frutos. E sinceramente, não parece disposto a aguardar mais algumas temporadas na seca...

Por outro lado, Sebastian Vettel venceu os quatro últimos campeonatos, é um piloto jovem e disposto a encarar um projeto de longo prazo. Não é segredo pra ninguém o desejo do alemão em repetir a trajetória de Michael Schumacher na escuderia italiana.

A troca seria interessante, não há como negar. Ambos com o espírito renovado e querendo mostrar serviço. Seria um belo atrativo para a próxima temporada.

Se é boato ou verdade, só o tempo dirá.

15 de setembro de 2014

Formula E, a estréia


Neste final de semana, a mais nova categoria do esporte a motor, realizou sua estréia em Pequim, na China. O vencedor da prova inaugural foi Lucas di Grassi.

Uma vitória que caiu de paraquedas no colo do brasileiro, é verdade, mas faz parte do esporte. Não deixa de ser histórica.

Tudo indicava que Nicolas Prost venceria a corrida. Afinal de contas, o filho de Alain Prost liderava a prova praticamente de ponta a ponta.Nos boxes, papai Alain era só sorrisos, contando os segundos para comemorar a primeira vitória de sua prole na Formula E...

Mas como alguém já disse: " Só acaba, quando termina".

Na última volta, o segundo colocado, Nick Heidfeld, tentou roubar a liderança. O alemão fez tudo certo - pegou o vácuo, driblou o adversário e colocou de lado para ultrapassar. Só não contava com a fechada de Prost...

Os carros enroscaram, tocando roda com roda e Heidfeld saiu capotando pela pista afora. Foi muito feio. Felizmente, o prejuízo foi apenas material. Mas poderia ter sido muito grave...

Não dá para afirmar que Prost fez de propósito, até porque, sem o ronco dos motores fica difícil localizar o adversário, principalmente numa disputa como a que aconteceu. Mas, deixa dúvidas...



Como resultado ambos ficaram fora da corrida e o caminho para a vitória escancarado para Lucas di Grassi.

Com relação a corrida, apesar da pista ruim, foi movimentada. Porém, ainda é muito estranho observar carros na pista sem barulho de motor. O ruído produzido por eles é estranho, muito estranho.

Como também foi esquisito, assistir pilotos entrarem nos boxes para trocar de carros. Pois a bateria utilizada, vai apenas até a metade da prova. Como não é possível reabastecer, o jeito é pegar o segundo carro.

Situações novas que demandam tempo para serem assimiladas, ou não...Confesso que ainda não tenho opinião formada a respeito dessa novidade.

A nova categoria por ser ecologicamente correta, é o futuro, dizem os entendidos. Mas cá entre nós, um belo ronco de motor faz um bem danado aos nossos ouvidos.


14 de setembro de 2014

Impecável

Valentino Rossi voltou a vencer na MotoGP.

Fazia tempo que o multi-campeão não saboreava uma vitória na categoria. A última vez aconteceu ano passado, no GP da Holanda.

Mas o destino é caprichoso...

O reencontro de Rossi com o degrau mais alto do pódio, estava marcado para acontecer diante de sua entusiasmada torcida, no circuito de Misano, na Itália. Onde o piloto da casa não vencia desde 2009...

Com uma pilotagem impecável, o piloto da Yamaha conquistou sua 81ª vitória na MotoGP, e o que é melhor, quebrando a sequência de 12 vitórias da equipe Honda na temporada.

Jorge Lorenzo e Dani Pedrosa completaram o pódio, na segunda e terceira colocações respectivamente.

Marc Márquez não teve nada para comemorar neste domingo. Apesar de começar bem a prova, chegando inclusive a superar Rossi nas primeiras voltas, o fenômeno espanhol escorregou na zebra e caiu, justamente quando pressionava o "doutor" na luta pela primeira posição, a 19 voltas do final. No fim das contas, Márquez ainda salvou um ponto, ao terminar na 15ª posição.

No campeonato, Marc Márquez continua na liderança com  289 pontos. Dani Pedrosa é o vice-lider com 215, seguido de Valentino Rossi, em terceiro, com 214 pontos.

A próxima etapa acontecerá daqui a 15 dias, no circuito espanhol de Aragón.