23 de outubro de 2014

Zanardi


Em novembro será lançado o filme - " Adrenalina, a História da BMW no Turismo". A película que pretende mostrar a trajetória da BMW no esporte a motor já está selecionada para o Festival de Cinema de Los Angeles.

Evidentemente, Alex Zanardi será um dos personagens dessa bela história.Tanto que os produtores prepararam um curta sobre o italiano que concorrerá numa categoria a parte - melhor curta documentário. Assista, porque vale a pena.

A determinação de Alex Zanardi é fantástica, um verdadeiro exemplo para todos nós.

22 de outubro de 2014

Capelli

O glorioso Ivan Capelli,  talvez tenha vivido seu maior momento na F-1, no circuito de Paul Ricard, na França...

Em 1990, a bordo da saudosa equipe Leyton House,  o piloto italiano numa estratégia kamike (não trocou pneus), chegou a liderar a corrida. Parecia uma jogada de mestre...

E naquele dia tudo parecia convergir para a vitória da simpática escuderia. Afinal de contas, logo atrás do italiano, estava seu companheiro de equipe, Mauricio Gugelmin. A possibilidade de uma dobradinha, parecia um sonho possível...

Mas apesar do excelente carro, o  motor Judd não ajudava. Era frágil demais...

E não demorou muito para que o motor do carro de Mauricio Gulgemin, abrisse o bico a poucas voltas do final. Era um prenúncio...

Na sequência, a apenas três voltas do final, o motor do carro de Ivan Capelli também começou a apresentar problemas. Mesmo assim o italiano fez de tudo para  segurar Alain Prost, mas não teve jeito. Sem potência, a sonhada vitória ficou pelo caminho...

No fim das contas, Capelli comemorou o segundo lugar como se fosse um título Mundial. Parecia saber que aquele seria seu último pódio na F-1.

20 de outubro de 2014

Anos 90


No inicio dos anos 90, as regras eram mais flexíveis na F-1...

O regulamento permitia três opções de motorização:  V8 - V10 e V12

A Ferrari por tradição, utilizava propulsores V12. Naquela época, imaginar uma Ferrari equipada com outro tipo de motor era considerado um verdadeiro sacrilégio. A tradição estava acima de tudo para os italianos...

Porém o preço a pagar para abrigar esse monstro de 12 canecos era alto...

Os modelos da equipe italiana eram projetados com entradas de ar enormes para os radiadores e para compensar, os aerofólios eram mais baixos. Como consequência, os carros italianos eram muito velozes nas retas, mas desequilibrados nas curvas. Outro agravante era o peso do motor. Ainda que fosse extremamente potentes, eram pesados demais...

No entanto, as máquinas eram belas e produziam lindas imagens, como essa que ilustra o post - Jean Alesi em SpaFrancorchamps 1991

Volto a dizer, nesse tempo independente da motorização utilizada foram produzidos os mais belos carros da F-1.

                                                    clique na imagem para ampliar

17 de outubro de 2014

Ayrton Senna Special - McLaren Honda

Certas imagens ficam eternizadas na memória...

                                                 clique para ampliar

16 de outubro de 2014

Zoeira

E por falar em zoeira...

Convidaram David Coulthard para guiar a Williams FW07, e olha só como ele apareceu...

Para quem não lembra, foi com esse carro que Keke Rosberg conquistou o Mundial de Pilotos em 1982, com apenas uma vitória.

Algo que dificilmente voltará a acontecer...

Na verdade, Keke Rosberg só venceu o campeonato porque Didier Pironi ficou fora das últimas cinco corridas, devido ao acidente sofrido com sua Ferrari durante os treinos para o GP da Alemanha.

Mas como alguém já disse - faz parte...
O finlandês estava no lugar certo, na hora certa.



Rapidinhas

DISCÓRDIA
Segundo a mídia italiana, a promoção de Kyvat para o lugar de Vettel na equipe rubro-taurina gerou desentendimento na cúpula da escuderia.

Enquanto Helmut Marko queria promover Jean-Éric Vergne para a vaga do alemão, Christian Horner insistiu no promissor Kyvat, tanto que buscou a aprovação do chefão da bagaça, Dietrich Mateschitz.

No fim das contas, encontraram um consenso. Vergne , que é muito bom piloto por sinal, seguirá na Toro Rosso e Kyvat fará dupla com Ricciardo.

CHASSI NOVO
Após uma série de reclamações de Kimi Raikkonen sobre a falta de estabilidade no seu carro, a Ferrari decidiu substituir o chassi utilizado pelo finlandês.

A partir da corrida corrida, a ser realizada em Austin, nos Estados Unidos, o homem de gelo terá a sua disposição um chassi "novo em folha" idêntico ao utilizado por Fernando Alonso.


ZOANDO
Após a conquista do 1º Mundial de Construtores pela Mercedes, a Ferrari parabenizou a equipe germânica pelo feito e também aproveitou para fazer uma leve provocação via twitter - " Parabéns a Mercedes pelo título. Aproveitem a sensação...Nós voltaremos". Os italianos só não contavam com a resposta rápida dos alemães...

No twitter oficial, a montadora alemã postou a foto de uma Mercedes parada em frente ao portão da fábrica da Ferrari em Maranello com os seguinte dizeres - Mercedes Hybrid Campeão Mundial 2014, acompanhada de uma placa dizendo: "Até breve"